A decisão de investimento deve ser baseada na leitura e compreensão da íntegra do prospecto definitivo da distribuição (especialmente a seção "Fatores de Risco") da escritura de emissão assinada e registrada e demais instrumentos acessórios, cujas cópias podem ser solicitadas a este Agente Fiduciário.

Assembléias - Avisos -  Covenants - Destinação dos Recursos - Emissão - Emissora - Escritura e Aditamentos -

Garantia - Pagamentos - PU's Diários - Relatórios - Remuneração - Resgate Antecipado

 

A  Pavarini  Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda. exerce a  função  de  agente  fiduciário  na  3ª emissão de debêntures em série única da CEMAT - CENTRAIS ELÉTRICAS MATOGROSSENSES S.A., sociedade do mesmo grupo econômico da Emissora, no valor total de R$98.000.000,00, representada por 98 debêntures não conversíveis em ações, da espécie quirografária com garantia adicional de Cessão Fiduciária, emitidas em 07/04/2011 e com data de vencimento em 07/04/2016, remuneração de DI+3,90% aa e pagamento de juros mensais a partir de 07/05/2011 e amortizações mensais a partir de 07/11/2011. 


REDE ENERGIA S.A.
4
ª Emissão de Debêntures em Série Única
R$ 370.000.000,00


Registro da Oferta Pública CVM

CVM/SRE/DEB/2009/025 em 22/12/2009

Registro da Oferta Pública ANBID

A Emissão será registrada na Associação Nacional dos Bancos de Investimento (“ANBID”) no prazo máximo de 15 (quinze) dias, contados da data da concessão do respectivo registro pela CVM, nos termos do Artigo 25 do Código de ANBID de Regulação e Melhores Práticas para as Ofertas Públicas de Distribuição e Aquisição de Valores Mobiliários .

Código SND / Código ISIN

RENG14 / BRREDEDBS017

Coordenador Líder

Banco do Nordeste do Brasil S.A. - BNB

Instituição Depositária

Banco Bradesco S.A.

Banco Mandatário

Banco Bradesco S.A.

Distribuição / Início - Encerramento

-

Publicidade

DOESP e no jornal Valor Econômico

Rating

Fitch Ratings - Rio de Janeiro, 22 de novembro de 2010: A Fitch Ratings afirmou em ‘B-’ (B menos) os IDRs (Issuer Default Ratings – Ratings de Probabilidade de Inadimplência do Emissor) em Moeda Local e Estrangeira da Rede Energia S.A. (Rede Energia) e em ‘B’ os IDRs de suas subsidiárias Centrais Elétricas do Pará (Celpa) e Centrais Elétricas Matogrossenses S.A. (Cemat). A Perspectiva dos ratings corporativos é Estável.

 A Fitch afirmou os seguintes ratings:

Rede Energia 

- IDR em Moeda Local e Estrangeira ‘B-’ (B menos);

- Rating Nacional de Longo Prazo ‘B(bra)’;

- Rating de Longo Prazo da emissão de notas perpétuas, no montante de USD575 milhões, ‘B- (B menos)/RR4’;

- Rating Nacional da emissão de debêntures, no montante de BRL370 milhões, com vencimento em 2015, ‘B(bra)’.

Celpa e Cemat 

- IDRs em Moeda Local e Estrangeira ‘B’;

- Rating Nacional de Longo Prazo ‘BBB (bra)’;

- Rating de Longo Prazo da emissão de notas conjuntas, no montante de USD100 milhões, com vencimento em 2012, ‘B/RR4’.

Os ratings atribuídos à Rede Energia e às suas subsidiárias refletem o elevado risco de refinanciamento do grupo, em especial o da holding Rede Energia, como resultado de sua alta alavancagem; o relevante volume de dívida com vencimento no curto prazo; e a limitada liquidez. Os ratings também contemplam a fraca performance operacional do grupo e a necessidade de melhora de seu desempenho operacional, principalmente no que se refere à redução das perdas de energia na Celpa. A Fitch tem incorporado aos  ratings das empresas brasileiras de energia um entendimento mais favorável dos fundamentos do setor elétrico brasileiro, com base na combinação da resiliência do setor e na percepção de uma menor exposição ao risco regulatório. Entretanto, os ratings das empresas do grupo Rede não se beneficiaram de forma significativa, e o  efeito na classificação do grupo foi neutro, em razão de seu limitado perfil de crédito.   

A diferença entre os ratings da Rede Energia e o das suas subsidiárias reflete a posição de crédito significativamente mais fraca da holding frente às empresas operacionais, e o forte desafio da holding para obter uma estrutura de capital sustentável no longo prazo. A Rede Energia depende da distribuição de dividendos de suas subsidiárias, que, na prática, não têm sido suficientes para atender ao serviço da dívida. No entender da Fitch, a dívida total existente na holding não é compatível com as expectativas futuras de fluxo de dividendos, ainda que nos próximos anos o Rede consiga ser eficiente em reduzir suas perdas e maximizar o fluxo de dividendos. A Fitch acredita que somente medidas de reestruturação, como uma capitalização ou a venda de ativo em valores relevantes, colocariam a holding em posição sustentada de crédito.

Relatórios do Agente Fiduciário

Anuais

Status da Emissão

ATIVA

Status da Emissora

ADIMPLENTE

Pavarini

Emissora - RENG14

www.gruporede.com.br


Denominação social

REDE ENERGIA S.A.

Endereço da sede

Avenida Paulista, n° 2.439, 5° andar, na Cidade São Paulo, Estado de São Paulo

CNPJ/MF

61.584.140/0001-49

Diretor de Relações com Investidores

Mauricio Aquino Halewicz

Tel 11-3066-2028 Fax 11-3061-5233
mauricio.aquino@redenergia.com

Atividade

De acordo com o art. 3° de seu Estatuto Social, a Emissora tem por objeto a produção, transmissão, transformação e distribuição de energia elétrica nas áreas de concessão legal e nos termos da legislação em vigor, podendo participar de outras sociedades congêneres e exercer atividades necessárias ou úteis à consecução do seu objeto social ou com ele relacionadas.

Situação

Operacional

Controle acionário

Privado nacional

Auditor independente

BDO TREVISAN AUDITORES INDEPENDENTES

Pavarini

Emissão - RENG14

VOLTAR


Título

Debêntures simples

Deliberação

Reunião do Conselho de Administração da Emissora realizada em 23 de outubro de 2009. A Reunião do Conselho de Administração da Empresa de Eletricidade Vale Paranapanema S.A  que deliberou sobre a concessão do aval foi realizada em 23 de outubro de 2009. A Reunião da Diretoria Executiva da Denerge – Desenvolvimento Energético S.A que deliberou sobre a concessão do aval foi realizada em 21 de outubro de 2009.

Programa de Distribuição

Não

Emissão / Séries

Quarta / Única

Valor Total da Emissão

R$370.000.000,00

Valor Nominal 

R$1.000,00

Quantidade de Títulos

370.000

Forma

Nominativa escritural

Espécie

Quirografária

Data de Emissão
Data de Vencimento 

23 de dezembro de 2009
23 de dezembro de 2014

Datas de Repactuação

As Debêntures não estarão sujeitas a repactuação.

Subscrição e Integralização

O preço de subscrição das Debêntures será o seu Valor Nominal Unitário na Data de Emissão. Não obstante a permissão regulamentar de colocação das Debêntures no prazo de seis meses contados da publicação do Anúncio de Início, a integralização das Debêntures da Oferta será à vista, na Data de Emissão, em moeda corrente nacional, de acordo com as normas de liquidação aplicáveis da CETIP e da CBLC.

Remuneração 

DI + 3,40% a.a

Datas de Pagamento das Amortizações

As amortizações das Debêntures serão semestrais sendo o primeiro pagamento em 22/06/2012 e o último pagamento na Data de Vencimento.

Datas de Pagamento da Remuneração

O pagamento da Remuneração das Debêntures será feito semestralmente, a partir da Data de Emissão, no dia 22, nos meses de junho  e dezembro, sendo o primeiro pagamento em 22/06/2010 e o último pagamento na Data de Vencimento.

Pavarini

Resgate Antecipado - RENG14

VOLTAR


As Debêntures não estarão sujeitas a resgate antecipado obrigatório. No entanto a Emissora poderá, a seu exclusivo critério, realizar a qualquer tempo, oferta de resgate antecipado das Debêntures, com o conseqüente cancelamento de tais Debêntures, endereçada a todos os Debenturistas sem distinção, assegurado a todos os Debenturistas igualdade de condições para aceitar o resgate das Debêntures de que forem titulares, da seguinte forma ("Oferta de Resgate Antecipado"):

I. a Emissora realizará a Oferta de Resgate Antecipado por meio de publicação de anúncio, nos termos da Cláusula 4.9, o qual deverá descrever os termos e condições da Oferta de Resgate Antecipado, incluindo (a) se o resgate será total ou parcial; (b) o valor do prêmio de resgate, caso exista; e (c) a data efetiva para o resgate e pagamento das Debêntures a serem resgatadas; e (d) demais informações necessárias para tomada de decisão pelos Debenturistas;

II. após a publicação dos termos da Oferta de Resgate Antecipado, os Debenturistas que optarem pela adesão à Oferta de Resgate Antecipado terão o prazo de 10 (dez) dias úteis para se manifestarem, findo o qual, a Emissora terá o prazo de 3 (três) dias úteis para proceder à liquidação da Oferta de Resgate Antecipado;

III. a Emissora poderá condicionar o Resgate Antecipado à aceitação deste por um percentual mínimo de Debenturistas que definir quando da realização da Oferta de Resgate Antecipado;

IV. o valor a ser pago aos Debenturistas a título da Oferta de Resgate Antecipado será equivalente ao saldo do Valor Nominal das Debêntures objeto do resgate, acrescido (a) da Remuneração, calculada pro rata temporis desde a Data de Emissão ou a data do pagamento da Remuneração imediatamente anterior, conforme o caso, até a data do seu efetivo pagamento; e (b) de eventual prêmio de resgate a ser oferecido aos Debenturistas, a exclusivo critério da Emissora, prêmio de resgate esse que não poderá ser negativo; e

V. na hipótese do Resgate Antecipado parcial, as Debêntures serão resgatadas de forma prevista na publicação da Oferta de Resgate Antecipado. O Resgate Antecipado parcial, para as Debêntures registradas: (i) no SND, dar-se-á exclusivamente por meio de operação de compra e venda definitiva, no mercado secundário, conforme regulamento de operações do SND; (ii) na CBLC, dar-se-á conforme procedimento padrão da custodiante.
 

Pavarini

Destinação dos Recursos - RENG14

VOLTAR


Os recursos obtidos por meio da emissão das Debêntures serão destinados: (i) à quitação das obrigações principal e acessória relativas às Notas Promissórias da Segunda Emissão (“Notas Promissórias da Segunda Emissão”), até o limite da data de seu vencimento, qual seja 26 de junho de 2010; e (ii) para reforço do capital de giro  da Emissora com a utilização do saldo remanescente.

Pavarini

Garantia - RENG14

VOLTAR


As debêntures são da espécie quirografária com garantia adicional representada por fiança concedido pelos controladores da Emissora, quais sejam: Empresa de Eletricidade Vale Paranapanema S.A. e Denerge Desenvolvimentos Energético S.A. 

As Fiadoras assumem, em caráter irrevogável e irretratável, a condição de fiadoras e principais pagadoras do valor total da dívida da Emissora representada pelas Debêntures,na Data de Emissão, acrescido da Remuneração, se for o caso, e dos encargos moratórios aplicáveis, bem como das demais obrigações pecuniárias acessórias previstas na Escritura, inclusive, mas não limitado, àquelas devidas ao Agente Fiduciário (“ValorGarantido”).

O Valor Garantido será pago pelas Fiadoras no prazo de 48 (quarenta e oito) horas, contado a partir de comunicação por escrito enviada pelo Agente Fiduciário às Fiadoras informando a falta de pagamento, na data de pagamento respectiva, de qualquer valor devido pela Emissora nos termos desta Escritura, incluindo, mas não se limitando aos montantes devidos aos titulares das Debêntures a título de principal, Remuneração ou encargos de qualquer natureza. Os pagamentos serão realizados pelas Fiadoras de acordo com os procedimentos estabelecidos na Escritura.

As Fiadoras expressamente renunciam aos benefícios de ordem, direitos e faculdades de exoneração de qualquer natureza previstos nos artigos 366, 827, 834, 835, 836, 837, 838 e 839 do Código Civil Brasileiro.

As Fiadoras sub-rogar-se-ão nos direitos dos Debenturistas caso venha a honrar, total ou parcialmente, a presente fiança.

A fiança entrará em vigor na data de celebração da escritura de emissão, permanecendo válida em todos os seus termos até o pagamento integral do Valor Garantido.

As Fiadoras reconhecem como prazo determinado, para fins do artigo 835 do Código Civil Brasileiro, a data do pagamento integral do Valor Garantido.

As Fiadoras declararam que: são sociedades por ações devidamente organizadas, constituídas e existentes sob a forma de sociedade por ações, de acordo com as leis brasileiras; estão devidamente autorizadas e obtiveram todas as licenças e autorizações necessárias à outorga da fiança ora estabelecida e ao cumprimento com suas obrigações aqui previstas, tendo sido satisfeitos todos os requisitos legais e estatutários necessários para tanto; a fiança ora outorgada constitui uma obrigação legal, válida e vinculativa das Fiadoras, exeqüível de acordo com os seus termos e condições; a celebração deste instrumento e a outorga da fiança aqui estabelecida não infringem qualquer disposição legal, ordem, decisão ou sentença administrativa ou judicial, contrato ou instrumento do qual as Fiadoras ou qualquer de seus controladores seja parte, nem irá resultar em (i) vencimento antecipado de qualquer obrigação estabelecida em qualquer desses contratos ou instrumentos, (ii) criação de qualquer ônus sobre qualquer ativo ou bem das Fiadoras ou de qualquer de seus controladores; ou (iii) a rescisão de qualquer desses contratos ou instrumentos; e as obrigações aqui assumidas não serão afetadas por atos ou omissões que possam exonerála de suas obrigações ou afetá-la, inclusive, porém não limitados, aos seguintes: a) qualquer extensão de prazo ou acordo entre os titulares das Debêntures e as Fiadoras; b) qualquer novação ou não exercício de qualquer direito dos titulares das Debêntures contra  a Emissora; ou c) qualquer limitação ou incapacidade da Emissora, inclusive sua falência, pedido de recuperação extrajudicial ou judicial.

Nas hipóteses de ocorrência, com relação às Fiadoras, de qualquer dos eventos a que se refere o item 5 da Escritura, o Agente Fiduciário requererá a substituição da fiança ora prestada, que deverá ser realizada no prazo de 15 (quinze) dias corridos, contados da data do recebimento, pela Emissora, de notificação solicitando a substituição.

Na hipótese a que se refere o item 3.10.8, a fiança das Fiadoras somente poderá ser substituída por fiança bancária, outorgada em benefício dos Debenturistas, representados pelo Agente Fiduciário, emitida por instituição financeira com classificação de risco em escala nacional equivalente a, no mínimo, “brAA , conferida por agência de classificação de risco.

Exceto na hipótese de que trata o item 3.10.9. a substituição das Fiadoras estará sujeita à prévia aprovação dos Debenturistas.

A fiança foi devidamente aprovada em Reunião do Conselho de Administração da Empresa de Eletricidade Vale Paranapanema S.A. e em Reunião de Diretoria da DENERGE – Desenvolvimento Energético S.A.

A fiança poderá ser excutida e exigida pelo Agente Fiduciário quantas vezes for necessário até a integral liquidação dos valores devidos em razão das Debêntures.

PavariniALU15

Covenants - RENG14

VOLTAR


O descumprimento dos seguintes índices financeiros a serem verificados trimestralmente, com base nas demonstrações financeiras consolidadas, por ocasião da divulgação das Informações Trimestrais (ITR) da Emissora ou Demonstrações Financeiras Padronizadas (DFP), arquivadas junto à CVM poderá ensejar o vencimento antecipado da emissão:

1) Dívida Líquida Consolidada/EBITDA Consolidado de no máximo 3,5x;

2) EBITDA Consolidado/Resultado Financeiro Consolidado igual ou superior a 2,0x.

Considerando-se para todos os efeitos, as seguintes definições:

“EBITDA Consolidado” em relação aos 12 (doze) meses anteriores à data de apuração do índice – resultado antes dos juros, impostos, depreciação e amortização.

“Resultado Financeiro Consolidado” em relação aos 12 (doze) meses anteriores à data de apuração do índice, significa a diferença entre as despesas com juros de empréstimos e financiamentos menos aplicações financeiras e juros ativos, conforme apresentados nas Demonstrações de Resultados.

“Dívida Líquida Consolidada” significa, na data de apuração do índice, conforme apresentado nas Demonstrações Financeiras Consolidadas : (i) saldo das dívidas onerosas de empréstimos e financiamentos consolidados da Emissora junto a pessoas físicas e/ou jurídicas, incluídos os empréstimos e financiamentos com terceiros, emissão de títulos de renda fixa, conversíveis ou não, no mercado de capitais local e/ou internacional, excluídos os valores das dívidas contraídas para investimento com obrigatoriedade governamental, tais como, mas não limitadamente, aquelas contraídas para o Programa Luz para Todos (LPT), e aquelas com recursos provenientes da Reserva Geral de Reversão (RGR), menos (ii) as disponibilidades em caixa, as aplicações financeiras e os créditos de ativos regulatórios. Para efeitos de cálculo da Dívida Líquida Consolidada, as notas perpétuas emitidas pela Emissora em 28 de março de 2007 e 19 de setembro de 2007, devem ser consideradas pelo seu valor em reais contabilizado pelo critério de marcação a mercado no último dia útil do mês anterior ao da Data de Emissão das Debêntures da presente Emissão.

Rede Enegia - Consolidado 30/03/2010 30/06/2010 30/09/2010 31/12/2010
       
Empréstimos e Financiamentos CP              1.265.033              1.465.907              1.633.523              1.719.908
Debêntures CP                  10.719                  49.693                  64.710                  81.890
Empréstimos e Financiamentos LP              3.569.917              3.826.295              3.770.196              3.896.052
Debêntures LP                 368.224                 573.855                 575.895                 548.930
Saldo dos bônus perpétuos nas respectivas datas               (738.505)               (814.102)               (786.646)               (810.879)
Saldo dos bônus perpétuos a valor de mercado em 30/11/2009                 705.468                 705.468                 705.468                 705.468
DÍVIDA BRUTA            5.180.856            5.807.116            5.963.146            6.141.369
Numerário Disponível               (191.044)               (214.015)               (301.883)               (204.484)
Aplicações no Mercado Aberto               (305.621)               (546.252)               (849.837)               (555.179)
Eletrobrás               (753.921)               (814.627)               (848.774)               (896.817)
Ativos Regulatórios Líquidos                 (62.768)                 (97.643)               (121.754)                           -
Crédito de CCC a Receber               (703.543)               (687.736)               (687.317)               (326.794)
DÍVIDA LÍQUIDA CONSOLIDADA            3.163.959            3.446.843            3.153.581            4.158.095
           
Receita Bruta de Vendas e/ou Serviços                  57.687              7.987.220              8.168.310              9.730.567
Deduções da Receita Bruta                    3.565            (2.697.211)            (2.775.391)            (2.869.839)
Custo de Bens e/ou Serviços Vendidos               (3.989.689)            (3.996.056)            (5.431.906)
Despesas/Receitas Operacionais                  (539.447)               (583.618)               (629.555)
Depreciação e Amortizações                    415.238                 423.811                 432.042
EBITDA CONSOLIDADO            1.169.699            1.176.111            1.237.056            1.231.309
           
Encargos de Juros                 547.005                 567.630                 610.242                 607.198
Aplicações Financeiras                 (18.725)                 (26.552)                 (29.826)                 (43.219)
Juros Ativos               (133.876)               (130.290)               (131.820)               (122.497)
Acréscimos Moratórios                 (91.953)               (101.775)               (108.565)               (115.162)
RESULTADO FINANCEIRO CONSOLIDADO               302.451               309.013               340.031               326.320
           
DÍVIDA LÍQUIDA / EBITDA 2,70 2,93 2,55 3,38
< 3,50 3,50 3,50 3,50
 OK   OK   OK   OK 
           
EBITDA / RESULTADO FINANCEIRO 3,87 3,81 3,64 3,77
> 2,00 2,00 2,00 2,00
 OK   OK   OK   OK 

Rede Enegia - Consolidado 31/03/2011 30/06/2011 30/09/2011 31/12/2011
       
Empréstimos e Financiamentos CP 2.080.678 1.887.887 1.843.667 2.716.029
Debêntures CP 115.574 172.197 189.945 252.800
Empréstimos e Financiamentos LP 3.478.630 3.857.896 4.072.549 3.249.118
Debêntures LP 529.966 539.131 512.664 508.152
Saldo dos bônus perpétuos nas respectivas datas -796.674 -709.341 -741.315 -773.157
Saldo dos bônus perpétuos a valor de mercado em 30/11/2009 705.468 705.468 705.468 705.468
DÍVIDA BRUTA 6.113.642 6.453.238 6.582.978 6.658.410
Numerário Disponível -155.527 -181.721 -207.268 -128.457
Aplicações no Mercado Aberto -484.485 -558.914 -555.179 -557.626
Eletrobrás -886.634 -888.254 -958.792 -970.570
Ativos Regulatórios Líquidos 0 0   0
Crédito de CCC a Receber -354.517 -334.244 -324.316 -292.820
DÍVIDA LÍQUIDA CONSOLIDADA 4.232.479 4.490.105 4.537.423 4.708.937
       
Receita Bruta de Vendas e/ou Serviços 10.046.229 10.496.838 10.933.216 11.097.986
Deduções da Receita Bruta -2.923.189 -3.045.315 -3.213.741 -3.315.564
Custo de Bens e/ou Serviços Vendidos -5.643.786 -5.834.902 -6.095.142 -6.094.653
Despesas/Receitas Operacionais -627.315 -606.460 -604.140 -693.762
Depreciação e Amortizações 439.775 453.416 463.211 473.782
EBITDA CONSOLIDADO 1.291.714 1.463.577 1.483.404 1.467.789
       
Encargos de Dívida 658.283 675.537 704.398 781.265
Renda de Aplicação Financeira -52.867 -55.704 -65.371 -63.158
Juros Ativos -102.197 -96.133 -60.185 -52.452
Acréscimos Moratórios - Energia Vendida -130.675 -132.036 -132.893 -135.680
RESULTADO FINANCEIRO CONSOLIDADO 372.544 391.664 445.949 529.975
       
DÍVIDA LÍQUIDA / EBITDA 3,28 3,07 3,06 3,21
< 3,50 3,50 3,50 3,50
OK OK OK OK
       
EBITDA / RESULTADO FINANCEIRO 3,47 3,74 3,33 2,77
> 2,00 2,00 2,00 2,00
OK OK OK OK

Rede Enegia - Consolidado 31/03/2012 30/06/2012
   
Empréstimos e Financiamentos CP 2.727.225 2.749.434
Debêntures CP 262.588 147.403
Empréstimos e Financiamentos LP 2.715.385 2.630.435
Debêntures LP 478.963 591.320
Saldo dos bônus perpétuos nas respectivas datas -486.079 -468.956
Saldo dos bônus perpétuos a valor de mercado em 30/11/2009 705.468 705.468
DÍVIDA BRUTA 6.403.550 6.355.104
Numerário Disponível -264.393 -218.018
Aplicações no Mercado Aberto -458.328 -227.868
Eletrobrás -982.348 -986.149
Ativos Regulatórios Líquidos   0
Crédito de CCC a Receber -294.096 -294.096
DÍVIDA LÍQUIDA CONSOLIDADA 4.404.385 4.628.973
   
Receita Bruta de Vendas e/ou Serviços 11.410.773 11.544.617
Deduções da Receita Bruta -3.478.079 -3.534.744
Custo de Bens e/ou Serviços Vendidos -6.220.804 -6.400.845
Despesas/Receitas Operacionais -710.583 -758.488
Depreciação e Amortizações 485.502 483.416
EBITDA CONSOLIDADO 1.486.809 1.333.956
   
Encargos de Dívida 770.841 719.964
Renda de Aplicação Financeira -59.648 -48.503
Juros Ativos -59.283 -66.766
Acréscimos Moratórios - Energia Vendida -125.858 -131.655
RESULTADO FINANCEIRO CONSOLIDADO 526.052 473.040
   
DÍVIDA LÍQUIDA / EBITDA 2,96 3,47
< 3,50 3,50
OK OK
   
EBITDA / RESULTADO FINANCEIRO 2,83 2,82
> 2,00 2,00
OK OK

Pavarinii

 

Remuneração - RENG14

VOLTAR


 

A partir da Data de Emissão, as Debêntures renderão juros a taxa correspondente a 100% (cem por cento) das taxas médias diárias dos Depósitos Interfinanceiros de um dia, "over extra grupo", apuradas e divulgadas diariamente pela CETIP, no informativo diário disponível em sua página na Internet (http://www.cetip.com.br) ("Taxa DI"), expressas na forma percentual e calculadas diariamente, sob forma de capitalização composta, acrescida de um spread de até 2,80% (dois inteiros e oitenta centésimos por cento) ao ano, base 252 (duzentos e cinqüenta e dois) dias úteis, incidente sobre o Valor Nominal Unitário ainda não amortizado nos termos desta Escritura, a partir da Data de Emissão, ou da data de vencimento do Período de Capitalização (conforme definido abaixo) imediatamente anterior, conforme o caso, até a data do seu efetivo pagamento, aplicando-se a fórmula descrita na Cláusula 4.3.2 abaixo ("Remuneração"). O spread será definido em Processo de Bookbuilding.

 

Define-se Período de Capitalização como sendo o intervalo de tempo que se inicia na Data de Emissão, no caso do primeiro Período de Capitalização, ou na data prevista para o pagamento dos juros imediatamente anterior, no caso dos demais Períodos de Capitalização, e termina na data prevista para o pagamento de juros correspondente ao período em questão ("Período de Capitalização"). Cada Período de Capitalização sucede o anterior sem solução de continuidade, até a Data de Vencimento.

 

As taxas médias diárias são acumuladas de forma exponencial utilizando-se o critério pro rata temporis, até a data do efetivo pagamento dos juros, de forma a cobrir todo o Período de Capitalização.

 

O cálculo da Remuneração obedecerá à seguinte fórmula:

J = VNe x [(FatorDI x FatorSpread) – 1]

onde:

J=  valor da Remuneração devida no final de cada Período de Capitalização, calculado com 6 (seis) casas decimais sem arredondamento;

VNe=  Valor Nominal Unitário não amortizado das Debêntures no início de cada Período de Capitalização, informado/calculado com 6 (seis) casas decimais, sem arredondamento;

FatorDI=  produtório dos fatores das Taxas DI com uso de percentual aplicado da data de início do Período de Capitalização (inclusive) até a data de cálculo da Remuneração (exclusive), calculado com 8 (oito) casas decimais, com arredondamento, apurado da seguinte forma:

onde:

n=        número total de fatores da Taxas DI consideradas em cada Período de Capitalização, sendo "n" um número inteiro;

k=        número de ordem dos fatores das Taxas DI, variando de 1 até n;

*  fator da Taxa DI de ordem k, expressa ao dia, calculada com 8 (oito) casas decimais com arredondamento, da seguinte forma;

 

onde:

*    Taxa DI de ordem k divulgada pela CETIP, válida por 1 (um) dia útil (overnight), utilizada com 2 (duas) casas decimais; e

FatorSpread   sobretaxa de juros fixos calculada com 9 (nove) casas decimais, com arredondamento, conforme fórmula abaixo:

onde:

spread= 3,40

DP= número de dias úteis entre a Data de Emissão ou data de pagamento da Remuneração imediatamente anterior e a data atual, sendo “DP” um número inteiro.

Pavarini

Pagamentos Efetuados e Programados - R$/deb - RENG14

VOLTAR


 
Data do
Evento
Data do
 Pagamento
Evento Parcela Valor Evento Parcela Valor Status
23/06/2010 23/06/2010 Amort - - - Juros 1 /10 59,674543 Pago
23/12/2010 23/12/2010 Amort - - - Juros 2 /10 69,729235 Pago
23/06/2011 24/06/2011 Amort - - - Juros 3 /10 73,580476 Pago
23/12/2011 23/12/2011 Amort - - - Juros 4 /10 75,189726 Pago
23/12/2013 23/12/2013 Amort 1 /6 166,66 Juros 5 /10 - -
23/06/2014 23/06/2014 Amort 2 /6 166,66 Juros 6 /10 - -
23/12/2014 23/12/2014 Amort 3 /6 166,66 Juros 7 /10 - -
23/06/2015 23/06/2015 Amort 4 /6 166,66 Juros 8 /10 - -
23/12/2015 23/12/2015 Amort 5 /6 166,66 Juros 9 /10 - -
23/06/2016 23/06/2016 Amort 6 /6 166,70 Juros 10 /10 - -

Pavarini

Assembléias -  RENG14

VOLTAR


AGD 05/06/2012

AGD 02/01/2013

AGD 24/05/2013

Pavarini

AvisosRENG14

Não houve publicação de avisos aos debenturistas.

Pavarini

Prospecto, Escritura e Aditamentos RENG14

VOLTAR


A decisão de investimento deve ser baseada na leitura e compreensão da íntegra do prospecto definitivo da distribuição, da escritura de emissão assinada e registrada e demais instrumentos acessórios, cujas cópias podem ser solicitadas a este Agente Fiduciário. Em caso de dúvida sobre o conteúdo do arquivo disponível para favor entrar em contato.

Escritura de Emissão
Primeiro Aditamento
Segundo Aditamento

<©Infotrust>